sábado, 19 de dezembro de 2009

Balanço de final de ano

E o ano acabou, as férias chegaram, as músicas de natal tocando sem parar. E agora, José? Agora é época em que todo mundo fica pensando que ano que vem vai ser tudo diferente, que vai entrar em dieta e/ou começar a fazer alguma coisa que ficou adiando o ano inteiro - e, convenhamos, vai adiar o ano que vem inteiro também.
Esse ano eu não estou com o meu mau-humor tão grande, como no ano passado, por exemplo. Então eu comecei a fazer um levantamento mental de tudo o que aconteceu nesse ano, de bom e de ruim. E, apesar do tanto que eu reclamei o ano inteiro, eu tenho que admitir que, enfim, foi um ano bom, no fim das contas.
Esse ano, por exemplo, eu conheci muita gente interessante, que puderam - e ainda podem - me trazer muita coisa interessante, muitas conversas madrugadas afora e alguns litros de chopp. E, acima de tudo, as amizades antigas vão muito bem, obrigado. Apesar da distância de alguns, ainda posso dizer que tenho os melhores amigos que alguém possa sonhar em ter. Claro que houve pessoas que eu me arrependi de ter conhecido, mas faz parte da vida isso e não foi nada que pôde manchar a história desse ano nesse quesito. Portanto, nesse ponto - que eu considero o mais importante - saldo positivo durante esse ano!
Esse ano, também, eu conheci lugares novos, cidades novas. E, apesar de eu ainda achar que aqui onde estou é melhor do que estes novos lugares, eu ainda guardo um certo carinho por lá. Pelas pessoas que lá estão, por tudo o que aconteceu de bom (o que aconteceu de ruim a gente deixa pra lá) e pela experiência adquirida. XP é XP, não importa como foi ruim pra conseguir.
No quesito, digamos, "profissional", está tudo quase "tinindo". Podia ser melhor, claro, mas não vamos jogar fora tudo o que eu consegui esse ano. Afinal de contas, consegui tudo o que eu tinha me proposto a fazer: passei na prova do mestrado e consegui adiantar o projeto bastante - tanto que até falam de eu defender antes do tempo. Vamos ver, vamos ver. Eu não gosto muito de fazer as coisas no atropelo, então esse é um assunto que precisa ser muito amadurecido ainda. E, claro, esse ano foi o que eu me formei!
Eu, claro, deixei de fazer muitas coisas (ver aqui e aqui) que eu tinha prometido fazer, mas não deu tempo/não tive disposição pra fazer. E foram ficando, ficando... até eu esquecer delas e ficar com a consciência limpa por não ter feito nada disso. Mas posso dizer que a minha mania de ficar adiando as coisas passou, na maioria dos casos. E, por incrível que pareça, eu estou menos vagabundo esse ano.
Concluindo então, apesar de tudo que não aconteceu ou que aconteceu mas não devia, o saldo de 2009 foi positivo, com louvor. Aconteceram muito mais coisas boas que coisas ruins - e mesmo destas, deu pra tirar alguma coisa de bom, nem que seja XP pra subir de nível. Portanto, que venha doismiledez.
Eu estou de sentindo otimista ultimamente, não liguem.

Um comentário: