segunda-feira, 20 de abril de 2009

Eles Estão Chegando! Parte II - Sobrevivendo e Resistindo

Recapitulando: Ocorreu uma invasão alienígena massiva, os aliens estão destruindo todas as cidades e matando ou, para os que tiveram menos sorte, sequestrando todos os humanos. Você fugiu da cidade onde se encontrava, em uma moto ou bicicleta, carregando nada mais do que alguns itens indispensáveis para a sua sobrevivência (relembrando: nunca esqueça a sua toalha!). Os ETs estão se espalhando pela Terra e praticamente não há mais lugar seguro. O que fazer? Basta seguir algumas regras simples e as suas chances de sobreviver passarão de nulas a desprezíveis. 
O ideal nesses casos, para o bem da raça humana, é permanecer sozinho ou em grupos pequenos - cinco pessoas no máximo! Assim é mais fácil se esconder e, caso isso venha a falhar, o número de pessoas mortas ou sequestradas é pequeno. Ruim para quem foi capturado, bom para a sobrevivência da raça humana. É bom evitar se esconder em porões junto com pessoas com cara de maníacas, porque estes tendem a tentar (e te arrastar para) um confronto suicida com os alienígenas que estiverem por perto. O momento agora é de se esconder, conseguir reorganizar o que sobrou da humanidade após o primeiro ataque e preparar um contra-ataque, mas sem precipitação.
Esta é a hora em que você e o seu grupo têm que ficar invisíveis. Se os aliens te encontrarem, você - se tiver sorte - vai ser transformado em uma nuvem de gás carbônico, monóxido de carbono, oxigênio, nitrogênio e outros gases. Uma boa precaução para estes casos é cobrir-se de lama ou algo que impeça o calor do seu corpo de sair, afinal alguns alienígenas têm visão de calor. Converse o mínimo possível com os seus companheiros. Estejam sempre vigilantes e durmam em turnos: o descanso nessa hora é fundamental, mas não se deve descuidar. Ao menor sinal de extraterrestres, corra por sua vida. Procure, sem ser visto, descobrir o máximo possível sobre os invasores: seus pontos fortes e fracos, como se comunicam, como enxergam, se têm audição, do que se alimentam e, principalmente, a que eles são vulneráveis.


O exército definitivamente não sabe como agir em casos de invasão alienígena.

Num primeiro momento, quanto mais longe das forças armadas, que vão estar tentando rechaçar a invasão, você estiver, melhor. Não tente bancar o herói e ajudar o seu país a expulsar estes bastardos alienígenas do seu país é a pior tolice que você pode cometer neste momento. Os alienígenas provavelmente estarão tentando destruir as defesas da Terra, atacando as forças armadas dos países invadidos. O exército provavelmente não sabe como combatê-los e os soldados estão morrendo como moscas e um civil junto a eles só vai fazer tudo ficar ainda pior. Por mais que você tenha treinamentos com armas, é melhor ficar longe. Você, por enquanto, só quer sobreviver. Destruí-los vai ter que esperar.
Se, por acaso, você encontrar um ET morto, procure descobrir o que causou a morte do bastardo. Se encontrar sinais de perfurações a bala, ótimo. Significa que as armas humanas convencionais funcionam contra eles. Procure entender um pouco da anatomia deles, se eles são humanóides ou não, e tente descobrir onde fica o centro nervoso deles, se é que existe. Num confronto, é bom saber onde um tiro causaria o maior dano ao alien. Mas não demore muito com o corpo - ETs têm uma péssima mania de se fingir de morto para atacar humanos desprevinidos. Se ouvir um som agudo e irritante quando estiver próximo do alien, não apenas cubra as suas orelhas e grite coisas como "Ah, Deus!" ou "Que som horrível é esse?". Saia de perto o mais rápido possível: o alien está vivo e tentando atordoar as vítimas dele antes do ataque. Outra coisa: fique em constante movimentação, nunca permaneça um dia inteiro no mesmo lugar.

Aproveite uma oportunidade como esta!

Um lugar que sempre é seguro nessas ocasiões são as bases secretas do exército, como uma área 51 da vida. Nesses lugares são onde os governos do mundo inteiro escondem os ETs capturados - se não me engano, no Brasil esconderam o ET de Varginha em um laboratório secreto da UNICAMP - e, portanto, são lugares bem guardados pelos Homens de Preto, que sabem como se defender contra aliens. É desses lugares, então, que partirá o principal contra-ataque terráqueo contra os invasores - e o com maior chance de vitória.

E agora, que você já encontrou o quartel-general da resistência humana, começa a parte mais difícil na guerra contra os aliens: o contra-ataque. Muitos irão perder a vida para resgatar o planeta das mãos imundas dos alienígenas, mas é um sacrifício necessário - e que nunca será esquecido.

3 comentários:

  1. opa, mapas do acaso... me lembro desse blog.
    Otimo que vc continuou escrevendo, eu tb.
    Beijooooooos

    PS* Medo, mto medo de ET's.

    Brunah

    ResponderExcluir
  2. A toalha. sempre.


    um sinal importante, mas já tardio, pode ser o sumiço repentino dos golfinhos.

    ResponderExcluir